02 fevereiro 2013

Canção do Republicídio





Minha terra tem Cachoeiras
Mas o sol não nasce lá;
E o desejo do brasileiro
É ver esta cachoeira secar.

Nossa polícia não sabe que faz parte do todo,
E a esperança mantém todas as cores;
Nossa Cachoeira afoga o povo,
E em nosso verde menos flores.

Em cismar, sozinho, à noite
Mais desigualdade social;
Minha terra é usurpada por senhores
Isentos de moral.

Minha terra tem espectadores 
Que tais não se põem a lutar.
Em cismar - a água aumenta;
Mais a dizer, porém irá calar
Minha terra tem Cachoeiras,
Onde ideia nenhuma florescerá.

Não permita Deus que minha terra inunde,
Sem que todos nós possamos estancar;
Sem que os espectadores,
Tenham a chance de fazer esta água imunda parar;
Sem qu'inda o sol renasça
E essa Cachoeira morta, secar.


S. Olivx


Paródia de "Canção do Exílio , Gonçalves Dias  

Elaborada para a Disciplina História da Comunicação - 2012 (USJT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário